Entradas populares

miércoles, 20 de enero de 2016

A minha Lisboa.

Sinto-me um bocado portuguesa.
A chuva caiu sobre mim nas ruas de Lisboa
e trouxe-a comigo até o Porto.
Viajamos de avião aos Açores
e tudo tornou-se verde.
Já senti o vento,o frio e o nevoiro,
que os sorrisos portugueses fazem desaparecer.
Já aprendi que a calma faz parte da sua vida
e também agora um pouco da minha.
Fiquei perdida na cidade que ia ser minha morada,
ouvia outra língua,ficava longe de casa.
E tive tudo quanto precisava,
tudo foi melhor que na vida passada.
Lisboa,tão cheia de aventura,
tão imensa e tão linda.
Não posso esquecer tudo o que lá vivi,
fiz parte desse movimento,
de outra vida noutro mundo.
E não quis voltar.
Quando a família e os amigos esperavam por mim,
eu não quis voltar.
E agora estou aqui,
perto da minha casa e longe da minha vida.
Não posso esquecer e não quero esquecer,
porque Lisboa ainda chove dentro de mim.
Ás vezes chovemos juntas e lembramos aquilo que fomos,
aquilo que encontramos e deixa-mos ir.
Mas não foi mesmo assim,
não perdimos tudo.
Fica por sempre dentro de mim,
a forma das suas ruas,as vozes da sua gente e as cores infinitas.
Por isso,sempre volto,porque Lisboa ficou com um bocado de mim
e eu,com um bocado dela.
Por isso,sou um bocado portuguesa.

No hay comentarios:

Publicar un comentario